Notícias homem sentado sobre uma mesa com as mãos encostadas

Governador de SP diz que autismo é “mutável” e pode “deixar de existir”

Foto do author Gabriela Bandeira

Gabriela Bandeira

Publicado em 09 de fevereiro de 2023 Atualizado em 13 de julho de 2023

Um posicionamento do Governador de SP, Tarcisio de Freitas (Republicanos) repercutiu negativamente nesta quarta-feira (8). Ao vetar um projeto de lei que concedia validade indeterminada a laudos médicos que atestam o diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA), ele escreveu que o autismo em crianças é “mutável” e pode “deixar de existir”.

Para o parecer, Tarcísio afirma ter usado uma orientação da área técnica da Secretaria da Saúde sobre o diagnóstico precoce ser eficaz na gravidade do transtorno e até no desaparecimento completo dos sinais.

“Em complemento, como apontou a área técnica de saúde mental da Secretaria da Saúde ao manifestar contrariedade à propositura, o transtorno do espectro autista “diagnosticado precocemente até os cinco anos e onze meses de idade é mutável, podendo mudar tanto de gravidade como até mesmo deixar de existir”. Outro fator apontado pela pasta é a possibilidade de erro de diagnóstico, já que realizado com base apenas em critérios clínicos”, diz o texto do veto.

Entenda o projeto de lei vetado pelo Governador de SP

De autoria do deputado Paulo Correa Junior (PSD), o projeto de lei defende a validade indeterminada de laudos de TEA. No texto, o parlamentar afirma que sendo o autismo uma condição permanente, “é injustificável a emissão de laudos com validade determinada e totalmente descabida qualquer exigência de laudos atuais, ou até mesmo novas perícias, para a comprovação da condição de autista”, segundo o G1.

Ele ainda argumentou que exigências de laudos atualizados para a família ou pessoa autista “fere” o princípio da igualdade. Como exemplo, disse que laudos médicos de doenças permanentes “não são assim considerados”.

O PL foi aprovado em dezembro de 2022 na Assembleia Legislativa de São Paulo antes de ser vetado pelo Governador de SP.

O que tem de errado na fala do Governador de SP?

Ainda existe muita desinformação sobre autismo, o que atrapalha em vários aspectos, incluindo na criação de políticas públicas para garantir os direitos de pessoas autistas e suas famílias.

A fala do Governador de SP pode causar um desserviço na conscientização do TEA, uma vez que entende o autismo como uma condição que pode deixar de existir. Como já falamos aqui no nosso blog, o autismo não é uma doença, portanto não existe cura para o transtorno.

De acordo com Sabrina Clara, terapeuta aplicadora ABA da Genial Networkrede de terapeutas da Genial Care, o diagnóstico precoce é extremamente importante para garantir que a criança inicie quanto antes as intervenções que vão ajudar no seu desenvolvimento. 

“O diagnóstico precoce é de extrema importância para que a intervenção adequada às necessidades da criança seja planejada e iniciada. É através da intervenção precoce que a família poderá receber orientações de profissionais capacitados sobre como estimular a criança em casa”, reforça.

Além disso, estudos já realizados comprovam que o diagnóstico e intervenção precoces são eficazes agentes para o desenvolvimento de crianças com atrasos e autismo.

Isso porque a neuroplasticidade tende a ser maior durante a infância, quando a criança passa por diversas mudanças que contribuem para seu aprendizado em uma velocidade maior.

“Crianças que se encontram na primeira infância (0 aos 6, no Brasil) apresentam maior neuroplasticidade que é, basicamente, a capacidade do cérebro reter novas informações. Vale ressaltar que, nem sempre é necessário o diagnóstico fechado para que a intervenção seja iniciada, visando a melhora na qualidade de vida da criança através das habilidades trabalhadas nas intervenções”, explica.

Repercussão nas redes

Nas redes sociais, muitas pessoas se posicionaram de forma contrária à visão do governador de SP. Uma delas foi a deputada estadual por SP, Andrea Werner. Mãe de um adolescente com autismo e criadora do Instituto Lagarta Vira Pupa, ela usou seu Twitter para demonstrar preocupação quanto à fala de Tarcisio em outras esferas da sociedade.

“O governador @tarcisiogdf vetou o projeto de lei 665/2020 do @dep_paulocorreajr que tornava ilimitada a validade do laudo de autismo. A justificativa do veto é preocupante, porque a instrução da Secretaria da Saúde para o governador é praticamente que ‘autismo pode passar’”, escreveu.

Em continuação, a deputada disse que ao tomar posse pretende protocolar um projeto de lei para que todas as deficiências permanentes tenham laudo com prazo de validade ilimitado no estado. Ela ainda disse que “gostaria muito que o governador reconsiderasse a decisão neste novo PL”.

O jornalista Ricardo Noblat também se pronunciou via Twitter. Usando uma reportagem da Folha de São Paulo como fonte, ele pontuou que “ governo Tarcísio de Freitas (Republicanos) escreveu em justificativa de veto a projeto de lei nesta quarta-feira (8) que o autismo em crianças pode passar, afirmação contestada por especialistas e ativistas da área. (Folha)”.

Após receber críticas, Governador de SP recua e muda seu posicionamento

Após a repercussão da sua fala sobre autismo receber grande quantidade de críticas, o Governador de SP decidiu voltar atrás na sua decisão de vetar o projeto de lei que propunha validade indeterminada para laudos médicos que atestam o TEA.

Em seu Twitter, o governador do estado afirma que errou. “É importante esclarecer que o entendimento do Governo de São Paulo é que o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista é permanente e, portanto, os direitos serão definitivos. Falhamos ao deixar passar uma redação que não deixasse clara essa postura”.

A nota oficial foi divulgado na noite de quinta-feira (09/02) pela Secretaria de Saúde de São Paulo, afirmando que a decisão está em tratativas com o Poder Legislativo para realizar uma discussão mais ampla sobre esse tema.

Agora o governo diz que seu posicionamento é a favor do projeto, apoiando a validade indeterminada dos laudos, ainda que considere “conveniente uma revisão dos casos em que o diagnóstico inicial tenha sido realizado antes dos 18 meses”, consta na nota.

“A Secretaria de Saúde também entende que é necessário ampliar a discussão para que outras deficiências consideradas permanentes cujos atestados ainda não possuam prazo de validade indeterminado, sejam igualmente beneficiadas com a medida”, complementa.

Dessa forma, um próximo passo do governo deve ser o lançamento de uma estratégia para invalidar o veto, com a possibilidade de pedido à sua base de deputados na Assembleia Legislativa para derrubada da decisão.

Além disso, também existe a possibilidade de elaboração de um novo PL mais amplo, com prazo de validade indeterminado para deficiências consideradas permanentes.

Veja no botão abaixo outro momento em que a fala de uma figura pública teve um impacto negativo.
A problemática fala do prefeito de Alfenas sobre autismo

Conheça nosso atendimento padrão ouro em intervenção para autismo

Quero conhecer
Foto do author Gabriela Bandeira

Escrito por:

Gabriela Bandeira

Qual sua relação com o autismo?*

Digite seu CEP*

Conheça nossos serviços
Como é o dia de uma terapeuta ocupacional na rede Genial Care? Autismo e plano de saúde: 5 direitos que as operadoras devem cobrir O que é rigidez cognitiva? Lei sugere substituição de sinais sonoros em escolas do Rio de janeiro 5 informações que você precisa saber sobre o CipTea Messi é autista? Veja porque essa fake news repercute até hoje 5 formas Geniais de inclusão para pessoas autistas por pessoas autistas Como usamos a CAA aqui na Genial Care? Emissão de carteira de pessoa autista em 26 postos do Poupamento 3 séries sul-coreanas sobre autismo pra você conhecer! 3 torcidas autistas que promovem inclusão nos estádios de futebol Conheça mais sobre a lei que cria “Centros de referência para autismo” 5 atividades extracurriculares para integração social de crianças no TEA Como a Genial Care realiza a orientação com os pais? 5 Sinais de AUTISMO em bebês Dia das Bruxas | 3 “sustos” que todo cuidador de uma criança com autismo já levou Jacob: adolescente autista, que potencializou a comunicação com a música! Síndrome de asperger e autismo leve são a mesma coisa? Tramontina cria produto inspirado em criança com autismo Como a fonoaudiologia ajuda crianças com seletividade alimentar? Genial Care Academy: conheça o núcleo de capacitação de terapeutas Como é ser um fonoaudiólogo em uma Healthtech Terapeuta Ocupacional no autismo: entenda a importância para o TEA Como é ser Genial: Mariana Tonetto CAA no autismo: veja os benefícios para o desenvolvimento no TEA Cordão de girassol: o que é, para que serve e quem tem direito Como conseguir laudo de autismo? Conheça a rede Genial para autismo e seja um terapeuta de excelência Se o autismo não é uma doença, por que precisa de diagnóstico? Canabidiol no tratamento de autismo Educação inclusiva: debate sobre acompanhantes terapêuticos para TEA nas escolas Letícia Sabatella revela ter autismo: “foi libertador” Divulgação estudo Genial Care O que é discalculia e qual sua relação com autismo? Rasgar papel tem ligação com o autismo? Quem é Temple Grandin? | Genial Care Irmãos gêmeos tem o mesmo diagnóstico de autismo? Parece autismo, mas não é: transtornos comumente confundidos com TEA Nova lei aprova ozonioterapia em intervenções complementares Dicas de como explicar de forma simples para crianças o que é autismo 5 livros e HQs para autismo para você colocar na lista! Como é para um terapeuta trabalhar em uma healthcare? Lei n°14.626 – Atendimento Prioritário para Pessoas Autistas e Outros Grupos Como fazer um relatório descritivo? 7 mitos e verdades sobre autismo | Genial Care Masking no autismo: veja porque pessoas neurodivergentes fazem Como aproveitar momentos de lazer com sua criança autista? 3 atividades de terapia ocupacional para usar com crianças autistas Apraxia da fala (AFI): o que é e como ela afeta pessoas autistas Por que o autismo é considerado um espectro? Sala multissensorial em aeroportos de SP e RJ 18/06: dia Mundial do orgulho autista – entenda a importância da data Sinais de autismo na adolescência: entenda quais são Diagnóstico tardio da cantora SIA | Genial Care Autismo e futebol: veja como os torcedores TEA são representados MMS: entenda o que é o porquê deve ser evitada Tem um monstro na minha escola: o desserviço na inclusão escolar Autismo e esteriótipos: por que evitar associar famosos e seus filhos Diagnóstico tardio de autismo: como descobrir se você está no espectro? Autismo e TDAH: entenda o que são, suas relações e diferenças Eletroencefalograma e autismo: tudo que você precisa saber Símbolos do autismo: Veja quais são e seus significados Neurodivergente: Saiba o que é e tire suas dúvidas Como ajudar crianças com TEA a treinar habilidades sociais? Prevalência do autismo: CDC divulga novos dados Show do Coldplay: momento inesquecível para um fã no espectro Nova temporada de “As Five” e a personagem Benê Brendan Fraser e seu filho Griffin Neuropediatra especializado em autismo e a primeira consulta Dia da escola: origem e importância da data comemorativa Ecolalia: definição, tipos e estratégias de intervenção Park Eun-Bin: descubra se a famosa atriz é autista Síndrome de Tourette: entenda o que aconteceu com Lewis Capaldi 10 anos da Lei Berenice Piana: veja os avanços que ela proporcionou 7 passos para fazer o relatório descritivo da criança com autismo Diagnóstico tardio de autismo: conheça a caso do cantor Vitor Fadul Meu filho foi diagnosticado com autismo, e agora? Conheça a Sessão Azul: cinema com salas adaptadas para autistas Síndrome sensorial: conheça o transtorno de Bless, filho de Bruno Gagliasso Escala M-CHAT: saiba como funciona! Déficit na percepção visual: Como a terapia ocupacional pode ajudar? 3 aplicativos que auxiliam na rotina de crianças autistas 3 Animações que possuem personagens autistas | Férias Geniais Hipersensibilidade: fogos de artifício e autismo. O que devo saber? Conheça os principais tratamentos para pessoas no espectro autista Dia do Fonoaudiólogo: a importância dos profissionais para o autismo Diagnóstico de autismo do meu filho. O que preciso fazer? Quais os principais sinais de que meu filho tem autismo? Diagnóstico de autismo: quais os próximos passos. Veja 5 dicas Estereotipias: o que são e quais as principais em pessoas autistas 5 personagens autistas representados em animações infantis Graus de autismo: Conheça quais são e como identificá-los Outubro Rosa: 5 maneiras da mãe se cuidar 5 brincadeiras para o Dia das Crianças O Rol taxativo da ANS chegou ao fim? AUTISMO em ADULTOS: Quando e como saber? AUTISMO e ASPERGER: 25 sinais de Autismo Infantil Brinquedos para autismo: tudo que você precisa saber! Autismo: Fui diagnosticada aos 60 anos e agora?