Genial Care

Pesquisar
Dias
Horas
Minutos
faixa colorida com quebras cabeças que representa autismo

Dia do autismo: Conheça a campanha de conscientização da Genial Care

Você sabia que em abril temos o dia do autismo? Todo ano temos uma campanha nacional para o “Dia Mundial da Conscientização do Autismo”, dia 2 de abril, e em 2023, a Genial Care fará parte da campanha nacional de conscientização do autismo, que tem como tema: “Mais informação, menos preconceito”.

A data surgiu em 2 de abril de 2008 criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), com intuito de levar cada vez mais informação à população como forma de reduzir a discriminação e o preconceito contra as pessoas autistas e suas famílias, ampliando os espaços de comunicação, inclusão e representatividade sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) para a população.

A popularização desse dia é uma excelente maneira de acabar com a falta de compreensão que ainda tem um impacto muito grande sobre autistas, suas famílias e as comunidades.

“A estigmatização e a discriminação associadas às diferenças neurológicas continuam sendo obstáculos substanciais ao diagnóstico e às terapias, uma questão que deve ser abordada tanto pelos formuladores de políticas públicas nos países em desenvolvimento quanto pelos países doadores”, reforça a ONU.

Campanha da Genial Care para o mês da conscientização do autismo

Nosso foco esse ano é usar toda a campanha que envolve o dia do autismo como forma de conscientizar cada vez mais pessoas sobre o TEA, fortalecendo o acesso à informação verdadeira para reduzir a discriminação e o preconceito e ampliar espaços de fala.

Serão vários eventos ligados a essa campanha do autismo que irá se iniciar com a nossa participação no Seminário Rio TEAMA, quinta edição, que será feita uma semana antes do Dia Mundial de Conscientização do Autismo, nos dias 24, 25 e 26 de março.

Esse é um evento pensado para disseminar conhecimentos atualizados sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) com palestrantes de renome nacional e internacional, que irão debater as terapias, tratamentos, medicamentos, diagnóstico precoce, educação inclusiva, direitos dos autistas, autismo adulto e outros.

Além disso, também vamos participar, ao lado de famílias e pessoas autistas, na caminhada de São Paulo no Dia Mundial de Conscientização do Autismo, no dia 02/04, domingo, na Av. Paulista.

A caminhada é uma forma de potencializarmos a disseminação de informações verdadeiras e levando dados confiáveis sobre o espectro do autismo e trazer mais pessoas autistas e suas famílias como protagonistas da nossa sociedade.

Também faremos um Congresso Online em parceria com a Revista Autismo para colocar o autismo em pauta disseminando “Mais informação, menos preconceito” tema nacional do mês de abril.

A data é 06/04, quinta-feira, às 18h no nosso canal do Youtube. Fique atento em todas as nossas redes sociais, pois os palestrantes ainda serão divulgados. Acesse e se inscreva:

Acesse nosso Canal no Youtube

Tema nacional da campanha do dia do autismo em 2023

De encontro com a importância do dia do autismo na contribuição de informações verdadeiras e conscientização sobre o transtorno, o tema nacional da campanha em 2023 será “Mais informação, menos preconceito”.

Esse tema reflete valores e posicionamentos que estamos constantemente reforçando. Quebra de barreiras para acesso a direitos estabelecidos e construção de novos direitos. Inclusão social, saúde, educação, moradia, segurança, mercado de trabalho, com dignidade e participação cidadã.

Desde 2019, a Revista Autismo lança um tema nacional para a data, como uma forma de compartilhar a mesma mensagem para todos, sendo mais efetivo e gerando mais união com toda a comunidade do autismo.

Além disso, a data é marcada por diversas caminhadas e eventos espalhados pelo Brasil, como forma de aumentar a divulgação da causa, como falamos anteriormente, marcaremos presença na caminhada de São Paulo, no dia 02/04, na Av. Paulista.

Por conta da pandemia da Covid-19, essa caminhada estava em pausa desde 2020, mas esse ano já tem data confirmada no Rio de Janeiro e São Paulo.

A importância do dia do autismo

O autismo é um transtorno do neurodesenvolvimento que muda a forma como as pessoas veem e interagem com o mundo e não apresenta nenhuma característica física que pode ser identificada pelo olhar, fazendo com que muitas pessoas ainda usem a expressão capacitista “nem parece autista”.

Essa fala é capaz de invalidar todas as dificuldades e barreiras que autistas e suas famílias têm, principalmente quando pensamos nos diferentes níveis de suporte de cada pessoa no espectro.

Precisamos lembrar que: não existe uma “cara” para autismo e não existe autismo melhor ou pior. O que existe são níveis de necessidade de suportes diferentes, além das individualidades de cada pessoa no espectro.

Exatamente por isso que o abril (conhecido também como Abril Azul) é um mês tão importante para pessoas no espectro e suas famílias, já que expressões e falas como essas apenas ajudam a reforçar uma “falsa normalidade”.

Conforme a conscientização sobre o TEA aumenta, e a população têm mais acesso a informações de qualidade sobre o tema, sendo possível expandir as conversas sobre acessibilidade, inclusão e diversidade para que a sociedade entenda que não existe algo “normal”, mas sim diferente da expectativa.

É preciso repensar no uso exclusivo da cor azul para representar o espectro

É muito importante desconstruirmos possíveis estereótipos do autismo, e isso engloba olharmos para o azul como algo característico do diagnóstico só em meninos. Até alguns anos atrás, os estudos voltados para entender melhor o autismo, eram centrados em homens, o que pode ter facilitado bastante o diagnóstico para esse grupo.

Esse, inclusive, é um dos principais motivos para a cor azul ser definida no passado como um dos símbolos do autismo. Mas sabemos que isso vem mudando, e que a camuflagem social no autismo é um dos fatores que diminui a incidência de laudos em pessoas do sexo feminino.

As comunidades são feitas de pessoas com múltiplas linhas de pensamentos e percepções, e na comunidade do autismo não é diferente.

Nesse contexto, existe uma série de críticas apresentadas ao Abril Azul pelo uso exclusivo dessa cor para representar o autismo.

São muitos os ativistas autistas que defendem o uso do símbolo do infinito, que engloba todas as cores do arco-íris, como forma de representar a neurodiversidade no espectro, e também a diversidade de raça, identidade de gênero e sexualidade das pessoas autistas.

autismo: simbolo da neurodiversidade é formado por um simbolo do infinito com diferentes cores

Que tal continuar a leitura sobre os símbolos do autismo e a diferença entre eles? Basta clicar no botão abaixo para acessar nosso conteúdo sobre o assunto:
Símbolos do autismo: saiba quais são e os significados

Conheça nosso atendimento para autismo

Esse artigo foi útil para você?

Escala M-CHAT fica de fora da Caderneta da Criança O que são níveis de suporte no autismo? Segunda temporada de Heartbreak High já disponível na Netflix Símbolos do autismo: Veja quais são e seus significados Dia Mundial de Conscientização do Autismo: saiba a importância da data Filha de Demi Moore e Bruce Willis revela diagnóstico de autismo Lei obriga SUS a aplicar Escala M-chat para diagnóstico de autismo Brinquedos para autismo: tudo que você precisa saber! Dia internacional das mulheres: frases e histórias que inspiram Meltdown e Shutdown no autismo: entenda o que significam Veja o desabafo emocionante de Felipe Araújo sobre seu filho autista Estádio do Palmeiras, Allianz Parque, inaugura sala sensorial Cássio usa camiseta com número em alusão ao Autismo Peça teatral AZUL: abordagem do TEA de forma lúdica 6 personagens autistas em animações infantis Canabidiol no tratamento de autismo Genial Care recebe R$ 35 milhões para investir em saúde atípica Se o autismo não é uma doença, por que precisa de diagnóstico? Autismo e plano de saúde: 5 direitos que as operadoras devem cobrir Planos de saúde querem mudar o rol na ANS para tratamento de autismo Hipersensibilidade: fogos de artifício e autismo. O que devo saber? Intervenção precoce e TEA: conheça a história de Julie Dutra Cezar Black tem fala capacitista em “A Fazenda” Dia do Fonoaudiólogo: a importância dos profissionais para o autismo Como é o dia de uma terapeuta ocupacional na rede Genial Care? O que é rigidez cognitiva? Lei sugere substituição de sinais sonoros em escolas do Rio de janeiro 5 informações que você precisa saber sobre o CipTea Messi é autista? Veja porque essa fake news repercute até hoje 5 formas Geniais de inclusão para pessoas autistas por pessoas autistas Como usamos a CAA aqui na Genial Care? Emissão de carteira de pessoa autista em 26 postos do Poupamento 3 séries sul-coreanas sobre autismo pra você conhecer! 3 torcidas autistas que promovem inclusão nos estádios de futebol Conheça mais sobre a lei que cria “Centros de referência para autismo” 5 atividades extracurriculares para integração social de crianças no TEA Como a Genial Care realiza a orientação com os pais? 5 Sinais de AUTISMO em bebês Dia das Bruxas | 3 “sustos” que todo cuidador de uma criança com autismo já levou Jacob: adolescente autista, que potencializou a comunicação com a música! Síndrome de asperger e autismo leve são a mesma coisa? Tramontina cria produto inspirado em criança com autismo Como a fonoaudiologia ajuda crianças com seletividade alimentar? Genial Care Academy: conheça o núcleo de capacitação de terapeutas Como é ser um fonoaudiólogo em uma Healthtech Terapeuta Ocupacional no autismo: entenda a importância para o TEA Como é ser Genial: Mariana Tonetto CAA no autismo: veja os benefícios para o desenvolvimento no TEA Cordão de girassol: o que é, para que serve e quem tem direito Como conseguir laudo de autismo? Conheça a rede Genial para autismo e seja um terapeuta de excelência Educação inclusiva: debate sobre acompanhantes terapêuticos para TEA nas escolas Letícia Sabatella revela ter autismo: “foi libertador” Divulgação estudo Genial Care O que é discalculia e qual sua relação com autismo? Rasgar papel tem ligação com o autismo? Quem é Temple Grandin? | Genial Care Irmãos gêmeos tem o mesmo diagnóstico de autismo? Parece autismo, mas não é: transtornos comumente confundidos com TEA Nova lei aprova ozonioterapia em intervenções complementares Dicas de como explicar de forma simples para crianças o que é autismo 5 livros e HQs para autismo para você colocar na lista! Como é para um terapeuta trabalhar em uma healthcare? Lei n°14.626 – Atendimento Prioritário para Pessoas Autistas e Outros Grupos Como fazer um relatório descritivo? 7 mitos e verdades sobre autismo | Genial Care Masking no autismo: veja porque pessoas neurodivergentes fazem Como aproveitar momentos de lazer com sua criança autista? 3 atividades de terapia ocupacional para usar com crianças autistas Apraxia da fala (AFI): o que é e como ela afeta pessoas autistas Por que o autismo é considerado um espectro? Sala multissensorial em aeroportos de SP e RJ 18/06: dia Mundial do orgulho autista – entenda a importância da data Sinais de autismo na adolescência: entenda quais são Diagnóstico tardio da cantora SIA | Genial Care Autismo e futebol: veja como os torcedores TEA são representados MMS: entenda o que é o porquê deve ser evitada Tem um monstro na minha escola: o desserviço na inclusão escolar Autismo e esteriótipos: por que evitar associar famosos e seus filhos Diagnóstico tardio de autismo: como descobrir se você está no espectro? Autismo e TDAH: entenda o que são, suas relações e diferenças Eletroencefalograma e autismo: tudo que você precisa saber Neurodivergente: Saiba o que é e tire suas dúvidas Como ajudar crianças com TEA a treinar habilidades sociais? Prevalência do autismo: CDC divulga novos dados Show do Coldplay: momento inesquecível para um fã no espectro Nova temporada de “As Five” e a personagem Benê Brendan Fraser e seu filho Griffin Neuropediatra especializado em autismo e a primeira consulta Dia da escola: origem e importância da data comemorativa Ecolalia: definição, tipos e estratégias de intervenção Park Eun-Bin: descubra se a famosa atriz é autista Síndrome de Tourette: entenda o que aconteceu com Lewis Capaldi 10 anos da Lei Berenice Piana: veja os avanços que ela proporcionou 7 passos para fazer o relatório descritivo da criança com autismo Diagnóstico tardio de autismo: conheça a caso do cantor Vitor Fadul Meu filho foi diagnosticado com autismo, e agora? Conheça a Sessão Azul: cinema com salas adaptadas para autistas Síndrome sensorial: conheça o transtorno de Bless, filho de Bruno Gagliasso