Genial Care

Pesquisar
Dias
Horas
Minutos
Criança realiza uma atividade com um de seus suportes visuais, que o auxiliam a entender as horas de um dia.

Como os suportes visuais podem ajudar na rotina de crianças autistas

Os suportes visuais são usados como ferramenta de comunicação para pessoas no espectro autista, principalmente para as crianças, e ajudam no desenvolvimento de independência e autonomia. Esse recurso contribui para potencialização dos indivíduos com TEA a encontrarem maneiras eficazes de se comunicarem.

Muitas crianças com TEA costumam ter fortes habilidades visuais, e nós já falamos sobre isso em nosso artigo, como cérebro autista funciona. Entretanto, é bom enfatizar que nem todas as pessoas com autismo pensam por meio de imagens. Cada pessoa é única e, autista ou não, sua forma de pensar também é singular.

Neste artigo, você vai conhecer mais sobre esse recurso, e sua importância para auxiliar quem tem dificuldade em utilizar a comunicação auditiva.

Quais os benefícios em utilizar os suportes visuais?

Os recursos visuais expandem a capacidade de uma criança com autismo de interagir com o ambiente ao seu redor. Eles podem dar às crianças um senso de autonomia e permitir que façam escolhas e expressem necessidades.

Os recursos visuais também ajudam as crianças a:

  • Compreenderem a rotina e contribuir com suas atividades;
  • Melhorar a comunicação entre crianças com autismo e sua família;
  • Entender o que está sendo dito ou ensinado, sem ter que dar sentido às palavras faladas rapidamente.

As ferramentas visuais permitem a comunicação da criança autista com outras pessoas, mesmo que ela possua habilidades linguísticas muito restritas.

O que é caracterizado como suporte visual?

Todo objeto que possui imagem e é capaz de produzir uma mensagem, pode ser caracterizado como uma ferramenta de suporte visual, como por exemplo:

  • Recortes de revista;
  • Brinquedos com letras, números, símbolos e formas;
  • Fotografias;
  • Pinturas e desenhos;
  • Jogos de tabuleiro;
  • Jogos de construir;
  • e o que mais a imaginação permitir.

As imagens precisam transmitir uma informação capaz de potencializar o processo de descoberta e de aprendizagem da criança autista.

Como e onde utilizar?

A dica fundamental é: crie uma rotina visual, e deixe esse recurso fazer parte do seu cotidiano. As ferramentas podem ser utilizadas em atividades específicas que geram conflito ou stress para a criança, com o propósito de reduzir esse tipo de comportamento.

É interessante criar painéis que fiquem visíveis no ambiente em que a criança convive com a família, tornando a comunicação acessível e certeira.

Esses painéis podem conter a informação da rotina da família, com a agenda do dia, relembrando a sequência das atividades diárias, ou até mesmo em um dia de evento especial, uma viagem ou um aniversário; exemplificar por meio da imagem reduz a possibilidade da criança se estressar por vivenciar uma novidade.

Em que momento devo utilizar os suportes visuais?

  • Na hora da alimentação;
  • Nos combinados de arrumação – dos brinquedos, do quarto;
  • Na rotina escolar – dever de casa, momento de leitura, etc;
  • Na hora do banho;
  • Na escovação;
  • E outros.

E como fazer isso? Em um momento de escovação, por exemplo, providencie imagens que auxiliem na compreensão daquela ação, imprimindo imagens e/ou ilustrações com personagens que realizam o ato da escovação.

O ideal é sempre manter o adulto responsável próximo, para que ele forneça instruções iniciais para a criança para que ela compreenda melhor a mensagem dos recursos visuais.

Qual a melhor escolha para minha criança?

Procure escolher recursos que sejam ligados a idade da criança, e que estejam no mesmo nível das habilidades cognitivas dela.

É importante lembrar que não há um único tipo de recurso visual que seja eficaz, pois cada autista é diferente do outro, por isso, busque adaptar os recursos de acordo com a realidade de sua família.

Os suportes visuais são muito pessoais e o que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra.

  1. Procure usar o interesse da criança: se ela gosta de dinossauros, faça um cronograma visual na forma da espécie preferida;
  2. Coloque um símbolo de polegar para baixo ao lado de uma das atividades de hoje para mostrar que ela não gostou, assim a criança pode expressar suas opiniões;
  3. Use toalhas de mesa de cores diferentes: branco para a hora do jantar, azul para a hora de brincar, o recurso das cores pode auxiliar na rotina diária da família.

Se ficar na dúvida de qual recurso utilizar, não deixe de procurar a equipe de orientação da sua família.

Lembre que para utilizar esse recurso, é preciso ter paciência e confiar no processo de desenvolvimento de cada criança.

Certifique-se sempre se a criança compreende a mensagem que você quer transmitir com a ferramenta, pois esse será o meio principal de comunicação dela com o mundo ao redor. Com o uso de suportes visuais, muitas crianças são capazes de aprimorar suas habilidades sociais.

Quer saber mais sobre outras formas de comunicação alternativas? Clique no botão abaixo:

Comunicação Alternativa e Aumentativa

Conheça nosso atendimento para autismo

Conteúdos relacionados

Esse artigo foi útil para você?

Dia Nacional do Futebol: inclusão e emoções das pessoas com TEA Se o autismo não é uma doença, por que precisa de diagnóstico? Aprovado Projeto de Lei que obriga SUS aplicar a escala M-CHAT em crianças de 2 anos Dia mundial do Rock: conheça 5 bandas com integrantes autistas Como aproveitar momentos de lazer com sua criança autista? Senado: debate público sobre inclusão educacional de pessoas com TEA Emoções no autismo: saiba como as habilidades emocionais funcionam Dia do cinema nacional: conheça a Sessão Azul Por que precisamos do Dia do Orgulho Autista? Conheça o estudo retratos do autismo no Brasil 2023 | Genial Care Dia Mundial do Meio Ambiente: natureza e a interação de crianças TEA Pessoas com TEA tem direito ao Benefício de prestação continuada (BPC)? Cássio usa camiseta com número em alusão ao Autismo Câmara aprova projeto que visa contratação de pessoas autistas Marcos Mion visita abrigo que acolhe pessoas autistas no RS Existem alimentos que podem prejudicar a saúde de pessoas autistas? Escala M-CHAT fica de fora da Caderneta da Criança O que são níveis de suporte no autismo? Segunda temporada de Heartbreak High já disponível na Netflix Símbolos do autismo: Veja quais são e seus significados Dia Mundial de Conscientização do Autismo: saiba a importância da data Filha de Demi Moore e Bruce Willis revela diagnóstico de autismo Brinquedos para autismo: tudo que você precisa saber! Dia internacional das mulheres: frases e histórias que inspiram Meltdown e Shutdown no autismo: entenda o que significam Veja o desabafo emocionante de Felipe Araújo sobre seu filho autista Estádio do Palmeiras, Allianz Parque, inaugura sala sensorial Peça teatral AZUL: abordagem do TEA de forma lúdica 6 personagens autistas em animações infantis Canabidiol no tratamento de autismo Genial Care recebe R$ 35 milhões para investir em saúde atípica Autismo e plano de saúde: 5 direitos que as operadoras devem cobrir Planos de saúde querem mudar o rol na ANS para tratamento de autismo Hipersensibilidade: fogos de artifício e autismo. O que devo saber? Intervenção precoce e TEA: conheça a história de Julie Dutra Cezar Black tem fala capacitista em “A Fazenda” Dia do Fonoaudiólogo: a importância dos profissionais para o autismo Como é o dia de uma terapeuta ocupacional na rede Genial Care? O que é rigidez cognitiva? Lei sugere substituição de sinais sonoros em escolas do Rio de janeiro 5 informações que você precisa saber sobre o CipTea Messi é autista? Veja porque essa fake news repercute até hoje 5 formas Geniais de inclusão para pessoas autistas por pessoas autistas Como usamos a CAA aqui na Genial Care? Emissão de carteira de pessoa autista em 26 postos do Poupamento 3 séries sul-coreanas sobre autismo pra você conhecer! 3 torcidas autistas que promovem inclusão nos estádios de futebol Conheça mais sobre a lei que cria “Centros de referência para autismo” 5 atividades extracurriculares para integração social de crianças no TEA Como a Genial Care realiza a orientação com os pais? 5 Sinais de AUTISMO em bebês Dia das Bruxas | 3 “sustos” que todo cuidador de uma criança com autismo já levou Jacob: adolescente autista, que potencializou a comunicação com a música! Síndrome de asperger e autismo leve são a mesma coisa? Tramontina cria produto inspirado em criança com autismo Como a fonoaudiologia ajuda crianças com seletividade alimentar? Genial Care Academy: conheça o núcleo de capacitação de terapeutas Como é ser um fonoaudiólogo em uma Healthtech Terapeuta Ocupacional no autismo: entenda a importância para o TEA Como é ser Genial: Mariana Tonetto CAA no autismo: veja os benefícios para o desenvolvimento no TEA Cordão de girassol: o que é, para que serve e quem tem direito Como conseguir laudo de autismo? Conheça a rede Genial para autismo e seja um terapeuta de excelência Educação inclusiva: debate sobre acompanhantes terapêuticos para TEA nas escolas Letícia Sabatella revela ter autismo: “foi libertador” O que é discalculia e qual sua relação com autismo? Rasgar papel tem ligação com o autismo? Quem é Temple Grandin? | Genial Care Irmãos gêmeos tem o mesmo diagnóstico de autismo? Parece autismo, mas não é: transtornos comumente confundidos com TEA Nova lei aprova ozonioterapia em intervenções complementares Dicas de como explicar de forma simples para crianças o que é autismo 5 livros e HQs para autismo para você colocar na lista! Como é para um terapeuta trabalhar em uma healthcare? Lei n°14.626 – Atendimento Prioritário para Pessoas Autistas e Outros Grupos Como fazer um relatório descritivo? 7 mitos e verdades sobre autismo | Genial Care Masking no autismo: veja porque pessoas neurodivergentes fazem 3 atividades de terapia ocupacional para usar com crianças autistas Apraxia da fala (AFI): o que é e como ela afeta pessoas autistas Por que o autismo é considerado um espectro? Sala multissensorial em aeroportos de SP e RJ 18/06: dia Mundial do orgulho autista – entenda a importância da data Sinais de autismo na adolescência: entenda quais são Diagnóstico tardio da cantora SIA | Genial Care Autismo e futebol: veja como os torcedores TEA são representados MMS: entenda o que é o porquê deve ser evitada Tem um monstro na minha escola: o desserviço na inclusão escolar Autismo e esteriótipos: por que evitar associar famosos e seus filhos Diagnóstico tardio de autismo: como descobrir se você está no espectro? Autismo e TDAH: entenda o que são, suas relações e diferenças Eletroencefalograma e autismo: tudo que você precisa saber Neurodivergente: Saiba o que é e tire suas dúvidas Como ajudar crianças com TEA a treinar habilidades sociais? Prevalência do autismo: CDC divulga novos dados Show do Coldplay: momento inesquecível para um fã no espectro Nova temporada de “As Five” e a personagem Benê Brendan Fraser e seu filho Griffin