Genial Care

Pesquisar
Dias
Horas
Minutos
rol taxativo: imagem mostra prontuário médico com estetoscópio e martelo de juiz em cima

O rol taxativo na ANS chegou ao fim? Entenda como isso afeta pessoas com autismo

Na última quarta-feira, 21 de setembro de 2022, o presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou o projeto de Lei n° 2033/22 que acaba com o caráter taxativo do rol de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

A medida, na prática, amplia a cobertura dos planos de saúde em relação a exames, medicamentos, tratamentos e hospitais. A partir de agora, os beneficiários poderão solicitar cobertura para tratamentos que não estão na lista da ANS.

A lei determina que os planos de saúde ofereçam os tratamentos solicitados, mesmo que não estejam na lista de coberturas obrigatórias.
Neste artigo, explicamos mais detalhes sobre o caso e como isso afeta pessoas autistas e suas famílias.

Decisão do Senado

Em 22 de agosto deste ano, o Senado havia aprovado o projeto de lei que coloca fim ao rol taxativo e obriga planos de saúde a cobrirem tratamentos não previstos na lista de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A Câmara dos Deputados já havia aprovado o PL no início de agosto, dia 3.

O PL 2.033/2022 já vinha sendo defendido por ativistas da causa autista, uma vez que a taxatividade do rol poderia dificultar a vida de famílias que precisavam de terapias que não constavam na lista.

O que é rol taxativo?

Desde o dia 8 de junho de 2022, o rol de procedimentos da ANS passou a ser considerado taxativo. O documento é uma lista de procedimentos, exames e tratamentos com cobertura básica pelos planos de saúde. Ou seja, determina a cobertura mínima obrigatória válida para os planos contratados.

Em vigor desde janeiro de 1999, esse rol passa por uma nova revisão conduzida a cada dois anos. Dela, fazem parte:

  • Um grupo técnico composto por representantes de entidades de defesa do consumidor;
  • Operadoras de planos de saúde;
  • Profissionais de saúde que atuam nos planos e técnicos da ANS.

Após o grupo definir uma proposta, esta é submetida a uma avaliação da sociedade, por meio de consulta pública no site da ANS e passa para a votação da ANS.

Antes de junho, o rol de procedimentos da ANS era considerado exemplificativo. Sendo que a principal diferença com a mudança foi:

  • Taxativo: segue uma lista definitiva (limitada) definida pela agência legisladora. Neste caso, a lista usada será a Resolução Normativa (RN) Nº 465, de 24 de fevereiro de 2021, que incorporou 69 novos procedimentos ao rol;
  • Exemplificativo: em contrapartida, um rol exemplificativo é aquele que lista procedimentos mínimos obrigatórios, porém, contempla procedimentos mais modernos e técnicas específicas, assim como indicações médicas não constantes no rol de procedimentos.

De acordo com a advogada Diana Serpe, especialista em direito da saúde e educação das pessoas com deficiência, o rol exemplificativo é passível de interpretação. Isso significa que podem ser concedidos procedimentos além dos previstos.

PL 2.033/2022

O Projeto de Lei 2.033/22 foi apresentado em 3 de julho de 2022 e é de autoria de mais de 18 deputados, entre eles: Cezinha de Madureira (PSD/SP), Luis Miranda (REPUBLIC/DF), Carla Dickson (UNIÃO/RN), Dra. Soraya Manato (PTB/ES), Jandira Feghali (PCdoB/RJ), Rejane Dias (PT/PI) entre outros.

Sua ementa tem a proposta de “alterar a Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, que dispõe sobre os planos privados de assistência à saúde, para estabelecer hipóteses de cobertura de exames ou tratamentos de saúde que não estão incluídos no rol de procedimentos e eventos em saúde suplementar.”

Desde a apresentação do PL 2.033, sua defesa ganhou força na comunidade do autismo. Nomes como da atual candidata à deputada estadual e criadora do Instituto Lagarta Vira Pupa, Andréa Werner, defenderam a proposta e estiveram presentes no momento da aprovação no Senado.

Nas redes sociais, ela comemorou a conquista. “A luta das mães (sim, em sua maioria foram mães) venceu o lobby no Senado! Agora, é pressionar nas redes do presidente pra que ele sancione logo!”, escreveu.

O rol taxativo chegou mesmo ao fim?

Como a própria Andréa pontuou em seu perfil, uma vez que o projeto foi aprovado pelo Senado, ele ainda precisa ser sancionado pelo Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.

“Para que o PL 2033/22 vire lei e possa ser usado como instrumento para salvar vidas, o último passo é a sanção presidencial.” disse ela em uma postagem no Instagram.

Sendo assim, o rol taxativo da ANS somente chega ao fim a partir do momento que o governo federal sancionar o Projeto de Lei 2.033. Vale ressaltar ainda que o presidente pode vetar o projeto e manter o rol.

Na última quarta-feira, 21 de setembro de 2022, o presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou o projeto de Lei n° 2033/22 que acaba com o caráter taxativo do rol de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), finalizando assim esse processo aprovado em votação simbólica na Câmara e no Senado.

Andréa fez uma nova postagem em seu Instagram, comemorando a nova Lei sancionada e afirmando que essa é uma vitória da sociedade civil, depois de muita luta por parte das pessoas que tanto pressionaram para essa decisão.

Como isso afeta pessoas com autismo?

Atualmente, muitos dos procedimentos indicados para pessoas com autismo não constam na lista do rol de procedimentos da ANS. Ou seja, uma vez que o rol é considerado taxativo, os planos de saúde podem ser desobrigados a cobrir ou reembolsar estas terapias e outras que são usadas como intervenções no TEA.

O que obrigaria muitas famílias a desembolsar quantias altas para a realização de intervenções. Além disso, a determinação mínima é de que os planos arquem com 20 horas de terapias por semana. Ou seja, muitas famílias já precisam pagar uma parte dos procedimentos por conta própria.

ANS já havia ampliado a previsão de tratamento para autismo

Outra importante decisão foi a normativa da ANS, aprovada em 23 de junho de 2022, que ampliava as regras de cobertura assistencial de planos de saúde para pessoas com transtornos do desenvolvimento, incluindo o autismo.

Esta decisão incorporou as terapias baseadas na ABA (Análise do Comportamento Aplicada) ao rol de tratamentos que devem ser disponibilizados pelas operadoras de saúde.

A determinação foi aprovada por unanimidade e passou a vigorar a partir do dia 1º de julho. Assim, desde essa data é obrigatória a cobertura para qualquer método ou técnica que seja indicado por um especialista a pessoas com algum dos transtornos que compõem o CID F84.

Para entender mais sobre a votação do rol taxativo e os direitos de pessoas autistas e suas famílias, leia nosso blog.

Conheça nosso atendimento para autismo

Esse artigo foi útil para você?

Escala M-CHAT fica de fora da Caderneta da Criança O que são níveis de suporte no autismo? Segunda temporada de Heartbreak High já disponível na Netflix Símbolos do autismo: Veja quais são e seus significados Dia Mundial de Conscientização do Autismo: saiba a importância da data Filha de Demi Moore e Bruce Willis revela diagnóstico de autismo Lei obriga SUS a aplicar Escala M-chat para diagnóstico de autismo Brinquedos para autismo: tudo que você precisa saber! Dia internacional das mulheres: frases e histórias que inspiram Meltdown e Shutdown no autismo: entenda o que significam Veja o desabafo emocionante de Felipe Araújo sobre seu filho autista Estádio do Palmeiras, Allianz Parque, inaugura sala sensorial Cássio usa camiseta com número em alusão ao Autismo Peça teatral AZUL: abordagem do TEA de forma lúdica 6 personagens autistas em animações infantis Canabidiol no tratamento de autismo Genial Care recebe R$ 35 milhões para investir em saúde atípica Se o autismo não é uma doença, por que precisa de diagnóstico? Autismo e plano de saúde: 5 direitos que as operadoras devem cobrir Planos de saúde querem mudar o rol na ANS para tratamento de autismo Hipersensibilidade: fogos de artifício e autismo. O que devo saber? Intervenção precoce e TEA: conheça a história de Julie Dutra Cezar Black tem fala capacitista em “A Fazenda” Dia do Fonoaudiólogo: a importância dos profissionais para o autismo Como é o dia de uma terapeuta ocupacional na rede Genial Care? O que é rigidez cognitiva? Lei sugere substituição de sinais sonoros em escolas do Rio de janeiro 5 informações que você precisa saber sobre o CipTea Messi é autista? Veja porque essa fake news repercute até hoje 5 formas Geniais de inclusão para pessoas autistas por pessoas autistas Como usamos a CAA aqui na Genial Care? Emissão de carteira de pessoa autista em 26 postos do Poupamento 3 séries sul-coreanas sobre autismo pra você conhecer! 3 torcidas autistas que promovem inclusão nos estádios de futebol Conheça mais sobre a lei que cria “Centros de referência para autismo” 5 atividades extracurriculares para integração social de crianças no TEA Como a Genial Care realiza a orientação com os pais? 5 Sinais de AUTISMO em bebês Dia das Bruxas | 3 “sustos” que todo cuidador de uma criança com autismo já levou Jacob: adolescente autista, que potencializou a comunicação com a música! Síndrome de asperger e autismo leve são a mesma coisa? Tramontina cria produto inspirado em criança com autismo Como a fonoaudiologia ajuda crianças com seletividade alimentar? Genial Care Academy: conheça o núcleo de capacitação de terapeutas Como é ser um fonoaudiólogo em uma Healthtech Terapeuta Ocupacional no autismo: entenda a importância para o TEA Como é ser Genial: Mariana Tonetto CAA no autismo: veja os benefícios para o desenvolvimento no TEA Cordão de girassol: o que é, para que serve e quem tem direito Como conseguir laudo de autismo? Conheça a rede Genial para autismo e seja um terapeuta de excelência Educação inclusiva: debate sobre acompanhantes terapêuticos para TEA nas escolas Letícia Sabatella revela ter autismo: “foi libertador” Divulgação estudo Genial Care O que é discalculia e qual sua relação com autismo? Rasgar papel tem ligação com o autismo? Quem é Temple Grandin? | Genial Care Irmãos gêmeos tem o mesmo diagnóstico de autismo? Parece autismo, mas não é: transtornos comumente confundidos com TEA Nova lei aprova ozonioterapia em intervenções complementares Dicas de como explicar de forma simples para crianças o que é autismo 5 livros e HQs para autismo para você colocar na lista! Como é para um terapeuta trabalhar em uma healthcare? Lei n°14.626 – Atendimento Prioritário para Pessoas Autistas e Outros Grupos Como fazer um relatório descritivo? 7 mitos e verdades sobre autismo | Genial Care Masking no autismo: veja porque pessoas neurodivergentes fazem Como aproveitar momentos de lazer com sua criança autista? 3 atividades de terapia ocupacional para usar com crianças autistas Apraxia da fala (AFI): o que é e como ela afeta pessoas autistas Por que o autismo é considerado um espectro? Sala multissensorial em aeroportos de SP e RJ 18/06: dia Mundial do orgulho autista – entenda a importância da data Sinais de autismo na adolescência: entenda quais são Diagnóstico tardio da cantora SIA | Genial Care Autismo e futebol: veja como os torcedores TEA são representados MMS: entenda o que é o porquê deve ser evitada Tem um monstro na minha escola: o desserviço na inclusão escolar Autismo e esteriótipos: por que evitar associar famosos e seus filhos Diagnóstico tardio de autismo: como descobrir se você está no espectro? Autismo e TDAH: entenda o que são, suas relações e diferenças Eletroencefalograma e autismo: tudo que você precisa saber Neurodivergente: Saiba o que é e tire suas dúvidas Como ajudar crianças com TEA a treinar habilidades sociais? Prevalência do autismo: CDC divulga novos dados Show do Coldplay: momento inesquecível para um fã no espectro Nova temporada de “As Five” e a personagem Benê Brendan Fraser e seu filho Griffin Neuropediatra especializado em autismo e a primeira consulta Dia da escola: origem e importância da data comemorativa Ecolalia: definição, tipos e estratégias de intervenção Park Eun-Bin: descubra se a famosa atriz é autista Síndrome de Tourette: entenda o que aconteceu com Lewis Capaldi 10 anos da Lei Berenice Piana: veja os avanços que ela proporcionou 7 passos para fazer o relatório descritivo da criança com autismo Diagnóstico tardio de autismo: conheça a caso do cantor Vitor Fadul Meu filho foi diagnosticado com autismo, e agora? Conheça a Sessão Azul: cinema com salas adaptadas para autistas Síndrome sensorial: conheça o transtorno de Bless, filho de Bruno Gagliasso