Genial Care

Pesquisar
Pesquisar

RUBI

RUBI (Research Units in Behavioral Intervention) é um programa de treinamento parental desenvolvido por pesquisadores norte-americanos com o objetivo de ensinar famílias – especialmente as pessoas cuidadoras – a lidar com comportamentos desafiadores de suas crianças com diagnóstico de autismo. Desenvolvido pela Dra Karen Bearss, pesquisadora na Universidade de Washington, o RUBI teve sua eficácia comprovada em um estudo  chamado Parent Training versus Parent Education on Behavioral Problems in Children with Autism Spectrum Disorder (Treinamento parental vs educação de pais em comportamentos desafiadores no TEA). De acordo com o estudo, comparados com programas de educação parental, o RUBI têm mais eficácia na diminuição desses comportamento desafiadores, que são tão comuns em crianças com autismo. Sua estrutura é composta por 11 sessões principais e algumas sessões extras que são realizadas por profissionais clínicos e que usam estratégias da ABA, uma prática baseada em evidências científicas, focada no treinamento da pessoa cuidadora que passa mais tempo com a criança. O objetivo do programa é entender esses comportamentos e fazer com que terapeutas atuem junto à família na criação de estratégias que serão usadas no dia a dia com a criança. O RUBI foi uma das bases usadas pela Genial Care na criação do nosso programa de orientação parental – o Cuidar Genial, que começou separadamente e hoje é integrado às intervenções diretas com a criança na nossa clínica. Aqui nesta seção, trazemos mais detalhes sobre o RUBI, suas sessões oficiais e extras e como ele funciona. Para conhecer, visite nossos conteúdos.

Pesquisar

Artigos

RUBI

Todos os nossos posts

canabidiol: mãos com luvas segurando um conta-gotas na direita e um frasco de CBD na esquerda

Canabidiol é eficaz no tratamento do autismo? Descubra o que é mito e o que é verdade

Menina lendo livro

Bilinguismo no autismo: conheça os benefícios em aprender uma língua no TEA

Crianças se cumprimentando por meio de comunicação funcional

Comunicação funcional: por que ela é importante para o bem-estar?

Menina com hiperlexia deitada lendo livro

Sua criança começou a ler muito cedo? Entenda a relação entre hiperlexia e autismo

Pessoa escrevendo em papel sobre CID-11

CID-11: O que muda no autismo com o novo documento da OMS?

Receba conteúdos geniais!

Junte-se a quem aprende todos os dias sobre autismo. Receba conteúdos
voltados para TEA e conceitos clínicos didáticos.

woman-and-cat.webp
man-and-child.webp