Genial Care

Pesquisar
Dias
Horas
Minutos
Plano de educação individualizado

Como as avaliações da criança com autismo se tornam um Plano de Educação Individualizado (PEI)?

O autismo é um transtorno do neurodesenvolvimento que muda a forma como as pessoas veem e interagem com o mundo. Por essa razão, a criação de um Plano de Educação Individualizado é essencial para atender às necessidades específicas de cada criança com autismo.

Esse plano, também chamado de PEI, é um documento fundamental que orienta as intervenções educativas e terapêuticas, garantindo que os objetivos de aprendizagem sejam adaptados às capacidades e potencialidades de cada criança.

Mas, pode ser que profissionais clínicos e até mesmo familiares fiquem na dúvida de como a avaliação de uma criança se transforma posteriormente em um Plano de Educação Individualizada.

Neste artigo, vamos explorar em detalhes como as avaliações iniciais da criança com autismo se transformam em um PEI eficaz. Abordaremos a importância do documento, as etapas envolvidas em sua criação, as estratégias e práticas recomendadas, além de explicar como a Genial Care pode ser uma aliada para as famílias acompanharem o progresso da criança pelo seu aplicativo.

O que é o Plano de Educação Individualizado (PEI)?

O Plano de Ensino Individualizado, ou PEI, é o produto final que temos após a avaliação. Ele é um documento detalhado e personalizado que descreve os objetivos educacionais de uma criança neurodiversa, incluindo aquelas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Ele é basicamente o pontapé inicial da equipe que acompanha o desenvolvimento infantil, no qual são descritos os alvos de ensino necessários para guiar a intervenção focando no desenvolvimento de cada criança.

Aqui na Genial Care, o Plano de Ensino Individualizado é organizado a partir da avaliação inicial, que é o momento em que são aplicados protocolos de avaliações globais do desenvolvimento, além disso, são realizadas avaliações de especialidades, tudo de acordo com as demandas e necessidades de cada criança.

Quando o PEI é finalizado, a equipe está pronta para iniciar a intervenção, considerando as habilidades e oportunidades de desenvolvimento da criança.

Com isso, o documento é composto por:

  • Plano inicial da criança – Identificação da criança/responsáveis e da nossa equipe da Genial Care;
  • Objetivos iniciais de intervenção – Passos iniciais para que o terapeuta consiga conduzir a sessão (como criação de vínculo, direcionamento para o brincar e estratégias para engajamento);
  • Plano de Ensino – Este item contempla os objetivos terapêuticos, baseados nos resultados coletados na avaliação inicial. Cada objetivo é listado de acordo com os domínios e subdomínios da Vineland-3 — Escala Adaptativa usada para avaliar o comportamento, e também aos resultados das avaliações das especialidades (TO, Fono, ABA). Depois disso, cada um deles é associado a uma prática baseada em evidência ou a estratégias de ensino específicas.

Qual o objetivo do Plano de Educação Individualizado (PEI)?

O objetivo principal do PEI é o de apresentar as metas e objetivos de ensino de cada criança para a família e o time multidisciplinar que será responsável pelo seu desenvolvimento. Assim, o documento consegue ajudar a organizar as intervenções e guiar as estratégias que precisam ser aplicadas.

Aqui na Genial Care, como temos diversas frentes de atuação clínicas, que garantem uma intervenção ampla para a criança, o PEI irá nortear e orientar o time de intervenção sobre quais são as habilidades alvo.

Assim, todos os profissionais clínicos têm visibilidade do que está sendo trabalhado e conseguimos ganhar agilidade nos processos, já que tudo está centralizado em um único documento.

Como o PEI é construído após as avaliações?

Os objetivos do PEI são construídos baseados nas informações coletadas na avaliação inicial com a criança, considerando Anamnese, avaliação de especialidades e protocolos e instrumentos avaliativos, como o Vineland-3 e Denver — usados aqui na Genial Care.

Assim que o time finaliza esse processo, são selecionados alvos de ensino que serão trabalhados no PEI. É muito comum que a equipe clínica acompanhe todas essas habilidades divididas por domínios e subdomínios.

Para finalizar a construção do Plano de Ensino Individualizado, existe um encontro da equipe onde os alvos e metas terapêuticas são discutidos e selecionados para a intervenção.

Os itens então tornam-se objetivos que devem ser compostos por:

  • Descrição da habilidade: descrição da resposta esperada, para que o terapeuta observe em relação a esta habilidade;
  • Critério de aquisição: uma quantidade mensurável que indique quando esta habilidade foi adquirida;
  • Alvo:qual é o alvo de ensino da criança. Mas atenção! A seleção de alvos sempre leva em consideração o contexto e motivação da criança. Por exemplo: se a criança já se interessa por legos, este pode se tornar um alvo no objetivo de “empilhar blocos”.

É muito importante lembrarmos que, ele se chama Plano de Ensino Individualizado, pois jamais podemos utilizar o mesmo documento para mais de uma criança.

Esse documento conta com uma minuciosa avaliação clínica multidisciplinar e é organizado baseado nos dados da avaliação individual de cada criança, portanto é único para cada pessoa!

Coleta de dados e acompanhamento do PEI

A coleta de dados é uma parte contínua e crítica da avaliação. Inclui observações diretas da criança em diferentes ambientes (casa, escola, terapia), entrevistas com pais e cuidadores, e a utilização de ferramentas padronizadas de avaliação.

Os dados coletados fornecem uma visão detalhada das necessidades e habilidades da criança.

Além disso, esse documento deve ser revisado regularmente para refletir o progresso da criança e quaisquer mudanças em suas necessidades e objetivos de aprendizagem. Isso garante que o Plano de Educação Individualizado permaneça relevante e eficaz ao longo de todo desenvolvimento infantil.

Como a Genial Care facilita o acompanhamento do PEI para as famílias?

A Genial Care é uma rede de cuidado de saúde atípica referência na América Latina. Especializada no cuidado e desenvolvimento de crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista) e suas famílias.

Aqui, nós unimos modelos terapêuticos avançados, suporte educacional e tecnologia própria para maximizar a qualidade de vida e o bem-estar de todas as pessoas envolvidas no processo de intervenção.

Nesse sentido, focamos em garantir que todas as famílias consigam acompanhar o desenvolvimento de suas crianças e possam ter espaços centralizados para olhar esses avanços.

Assim, disponibilizamos a visualização do PEI da criança direto pelo nosso aplicativo. Com isso, as pessoas cuidadoras conseguem ter acesso a uma lista de objetivos válidos que estão sendo trabalhados na evolução da criança.

Ao clicar em um dos objetivos da lista, as famílias podem ver instruções, disciplinas trabalhadas e outras informações de acompanhamento desde que ele foi planejado.

Com isso, nosso aplicativo se torna cada vez mais uma extensão do trabalho clínico feito pela Genial Care e facilita a troca das famílias com os terapeutas do caso. Isso proporciona maior envolvimento e compreensão do processo educacional e terapêutico da criança.

Conclusão

O desenvolvimento de um Plano de Educação Individualizado (PEI) é um processo fundamental para garantir que crianças com autismo recebam intervenções adaptadas e pensadas às suas necessidades únicas.

A avaliação inicial detalhada e a colaboração da equipe multidisciplinar são essenciais para criar um PEI eficaz e personalizado. Com as estratégias certas e o apoio adequado, é possível proporcionar uma educação inclusiva e intervenção de qualidade que permita à criança com autismo desenvolver seu máximo potencial.

Em nosso blog já temos um conteúdo completo sobre como o PEI ajuda na inclusão e aprendizado da pessoa autista no ambiente escolar. Leia esse conteúdo para continuar aprendendo:

PEI para autistas

Conheça nosso atendimento para autismo

Esse artigo foi útil para você?

Por que precisamos do Dia do Orgulho Autista? Conheça o estudo retratos do autismo no Brasil 2023 | Genial Care Dia Mundial do Meio Ambiente: natureza e a interação de crianças TEA Pessoas com TEA tem direito ao Benefício de prestação continuada (BPC)? Cássio usa camiseta com número em alusão ao Autismo Câmara aprova projeto que visa contratação de pessoas autistas Marcos Mion visita abrigo que acolhe pessoas autistas no RS Existem alimentos que podem prejudicar a saúde de pessoas autistas? Escala M-CHAT fica de fora da Caderneta da Criança O que são níveis de suporte no autismo? Segunda temporada de Heartbreak High já disponível na Netflix Símbolos do autismo: Veja quais são e seus significados Dia Mundial de Conscientização do Autismo: saiba a importância da data Filha de Demi Moore e Bruce Willis revela diagnóstico de autismo Lei obriga SUS a aplicar Escala M-chat para diagnóstico de autismo Brinquedos para autismo: tudo que você precisa saber! Dia internacional das mulheres: frases e histórias que inspiram Meltdown e Shutdown no autismo: entenda o que significam Veja o desabafo emocionante de Felipe Araújo sobre seu filho autista Estádio do Palmeiras, Allianz Parque, inaugura sala sensorial Peça teatral AZUL: abordagem do TEA de forma lúdica 6 personagens autistas em animações infantis Canabidiol no tratamento de autismo Genial Care recebe R$ 35 milhões para investir em saúde atípica Se o autismo não é uma doença, por que precisa de diagnóstico? Autismo e plano de saúde: 5 direitos que as operadoras devem cobrir Planos de saúde querem mudar o rol na ANS para tratamento de autismo Hipersensibilidade: fogos de artifício e autismo. O que devo saber? Intervenção precoce e TEA: conheça a história de Julie Dutra Cezar Black tem fala capacitista em “A Fazenda” Dia do Fonoaudiólogo: a importância dos profissionais para o autismo Como é o dia de uma terapeuta ocupacional na rede Genial Care? O que é rigidez cognitiva? Lei sugere substituição de sinais sonoros em escolas do Rio de janeiro 5 informações que você precisa saber sobre o CipTea Messi é autista? Veja porque essa fake news repercute até hoje 5 formas Geniais de inclusão para pessoas autistas por pessoas autistas Como usamos a CAA aqui na Genial Care? Emissão de carteira de pessoa autista em 26 postos do Poupamento 3 séries sul-coreanas sobre autismo pra você conhecer! 3 torcidas autistas que promovem inclusão nos estádios de futebol Conheça mais sobre a lei que cria “Centros de referência para autismo” 5 atividades extracurriculares para integração social de crianças no TEA Como a Genial Care realiza a orientação com os pais? 5 Sinais de AUTISMO em bebês Dia das Bruxas | 3 “sustos” que todo cuidador de uma criança com autismo já levou Jacob: adolescente autista, que potencializou a comunicação com a música! Síndrome de asperger e autismo leve são a mesma coisa? Tramontina cria produto inspirado em criança com autismo Como a fonoaudiologia ajuda crianças com seletividade alimentar? Genial Care Academy: conheça o núcleo de capacitação de terapeutas Como é ser um fonoaudiólogo em uma Healthtech Terapeuta Ocupacional no autismo: entenda a importância para o TEA Como é ser Genial: Mariana Tonetto CAA no autismo: veja os benefícios para o desenvolvimento no TEA Cordão de girassol: o que é, para que serve e quem tem direito Como conseguir laudo de autismo? Conheça a rede Genial para autismo e seja um terapeuta de excelência Educação inclusiva: debate sobre acompanhantes terapêuticos para TEA nas escolas Letícia Sabatella revela ter autismo: “foi libertador” O que é discalculia e qual sua relação com autismo? Rasgar papel tem ligação com o autismo? Quem é Temple Grandin? | Genial Care Irmãos gêmeos tem o mesmo diagnóstico de autismo? Parece autismo, mas não é: transtornos comumente confundidos com TEA Nova lei aprova ozonioterapia em intervenções complementares Dicas de como explicar de forma simples para crianças o que é autismo 5 livros e HQs para autismo para você colocar na lista! Como é para um terapeuta trabalhar em uma healthcare? Lei n°14.626 – Atendimento Prioritário para Pessoas Autistas e Outros Grupos Como fazer um relatório descritivo? 7 mitos e verdades sobre autismo | Genial Care Masking no autismo: veja porque pessoas neurodivergentes fazem Como aproveitar momentos de lazer com sua criança autista? 3 atividades de terapia ocupacional para usar com crianças autistas Apraxia da fala (AFI): o que é e como ela afeta pessoas autistas Por que o autismo é considerado um espectro? Sala multissensorial em aeroportos de SP e RJ 18/06: dia Mundial do orgulho autista – entenda a importância da data Sinais de autismo na adolescência: entenda quais são Diagnóstico tardio da cantora SIA | Genial Care Autismo e futebol: veja como os torcedores TEA são representados MMS: entenda o que é o porquê deve ser evitada Tem um monstro na minha escola: o desserviço na inclusão escolar Autismo e esteriótipos: por que evitar associar famosos e seus filhos Diagnóstico tardio de autismo: como descobrir se você está no espectro? Autismo e TDAH: entenda o que são, suas relações e diferenças Eletroencefalograma e autismo: tudo que você precisa saber Neurodivergente: Saiba o que é e tire suas dúvidas Como ajudar crianças com TEA a treinar habilidades sociais? Prevalência do autismo: CDC divulga novos dados Show do Coldplay: momento inesquecível para um fã no espectro Nova temporada de “As Five” e a personagem Benê Brendan Fraser e seu filho Griffin Neuropediatra especializado em autismo e a primeira consulta Dia da escola: origem e importância da data comemorativa Ecolalia: definição, tipos e estratégias de intervenção Park Eun-Bin: descubra se a famosa atriz é autista Síndrome de Tourette: entenda o que aconteceu com Lewis Capaldi