Genial Care

Pesquisar
Dias
Horas
Minutos
Duas mulheres conversando. Ao fundo temos um notebook com um desenho de uma imagem de criança

Como estamos construindo uma Cultura Genial

A cultura da Genial Care está presente em todos os aspectos de nosso trabalho. Estamos mudando o cenário de autismo no Brasil, através da nossa missão de garantir que todas as crianças atinjam seu máximo potencial.

Somos uma clínica multidisciplinar para o cuidado e desenvolvimento de crianças com autismo e suas famílias, e estamos construindo o serviço que todas as crianças merecem:

  • Individualizado;
  • Adaptável a rotina das famílias e
  • Focado no rigor clínico com base científica.

Unimos isso à tecnologia, que nos permite trazer inovação e agilidade, para a construção de um padrão ouro — excelência em qualidade desde a comunicação com as famílias até a intervenção — em cuidado.

A construção é desafiadora e para que ela aconteça, temos um time Genial envolvido e vibrando na mesma sintonia. Essa “sintonia” representa nossa missão e valores, que são a base para a nossa cultura, nosso Jeito Genial de trabalhar.

Quem fala mais sobre a cultura genial é Nikole Fernandes, que faz parte do time de People e Cultura na Genial Care.

Uma cultura de trabalho genial!

Na Genial Care valorizamos o impacto positivo nas famílias, buscamos resultados extraordinários e celebramos as conquistas. Por isso, nossa cultura de confiança com nosso time genial, além da evolução constante é um valor fundamental.

Somos uma empresa focada em rigor científico e para nós, sempre foi importante definir quais comportamentos e ações são valorizados e encorajados no dia a dia.

Por isso, hoje esses são os três pilares que definem a essência da Genial:

1. Impacto nas famílias

  • Trabalhar para que todas as crianças atinjam o seu potencial;
  • Focar em resultados extraordinários em vez de processos;
  • Fazer o melhor trabalho das nossas vidas na Genial;
  • Comemorar as nossas conquistas;
  • Confiar e contar com todo o time.

A jornada da Genial Care iniciou em 2020 e desde o dia 1 há um grande sonho de criar caminhos extraordinários para crianças. Nesse sonho, o protagonista é a criança e seu núcleo familiar.

O sucesso do nosso trabalho está no impacto da nossa cultura e serviço em cada vida que atendemos. Afinal, toda família merece ter um atendimento personalizado, multidisciplinar e com o respaldo científico. Isso é inegociável e sempre será o norte da empresa.

Para construir isso, o objetivo está em providenciar todas as condições que o time genial precisa para fazer o melhor trabalho das suas vidas.
Isso implica em planos de desenvolvimento personalizados, trocas interdisciplinares, proximidade com a liderança e muita confiança.

Para que nossos objetivos sejam atingidos, o foco é no resultado. Processos são importantes, mas não podem burocratizar e atrasar a entrega, sempre colocando em prática metodologias para manter o DNA ágil.

E quando o resultado vem? É hora de celebrar! As conquistas são reconhecidas publicamente na plataforma de comunicação com time, o slack, através de feedbacks positivos, carinhosamente chamamos de #kudos, ou até mesmo com muitos sorrisos e abraços nos eventos.

2. Evolução Constante

banner evolução constante

  • Buscar soluções simples para problemas difíceis;
  • Tomar boas decisões, mesmo em cenários de informações incompletas;
  • Identificar as causas raiz, não os sintomas;
  • Separar o que precisa ser feito agora e o que pode ser melhorado depois;
  • Encarar o novo com entusiasmo, partimos para ação e testamos muito.

A missão de criar caminhos extraordinários para crianças com autismo e o valor Evolução Constante mostra como a Genial Care deseja chegar até esse resultado. Kenny Laplante, Founder e CEO, exemplificou muito bem o que é Evolução Constante:

“Nossa missão é ambiciosa e desafiadora, se olharmos o resultado lá na frente, parece difícil de chegar. Sabemos que precisamos evoluir em diversos pontos, mas isso não nos assusta e sim nos impulsiona. A Genial está em constante evolução, sempre mudando para melhor. Como fazemos isso? Evoluindo 1% a cada dia. Assim melhoramos constantemente para chegar ainda mais longe em nosso propósito.”

No mundo corporativo, a tendência é que, ao se deparar com um problema complexo, busque soluções ainda mais complicadas, com receio de que o simples não esteja “à altura”.

O problema de negligenciar o simples é que muitas vezes a solução pode estar na nossa frente e pode ser resolvida sem desgastar extensas horas em reuniões e testes.

“Na Genial Care, ao encontrar um problema, a primeira ação é identificar a causa raiz, separá-la do sintoma e então procurar uma solução descomplicada, porém, mesmo assim, que seja completa”, explica Nikole.

Porém, o time genial que une diversas disciplinas, consegue olhar para os cenários sob diferentes prismas, antecipando problemas e tomando a melhor decisão para um cenário desconhecido.

Apesar de desconhecido, é preciso enfrentar tudo com muito entusiasmo. “Queremos testar, conhecer, explorar nossas oportunidades. É se abrindo para o novo que o extraordinário acontece”, ressalta Nikole.

3. Radical Candor

banner radical candor

  • Preocupar-se genuinamente uns com os outros;
  • Trazer a nossa essência e diversidade para o trabalho;
  • Feedbacks são constantes, específicos, sinceros e descomplicados;
  • Só falar sobre uma pessoa, coisas que diríamos diretamente para ela.

A cultura do Radical Candor foi replicado do modelo de gestão criado por Kim Scott (Co-Founder da Radical Candor, LLC) que tem como finalidade desenvolver boas relações entre as pessoas com as quais se trabalha, atingindo os melhores resultados através da comunicação transparente.

Radical Candor para a Genial Care é ter empatia assertiva, respeitando a essência e a diversidade de cada pessoa. Você pode trazer todo o seu eu para o trabalho, já que a individualidade constrói a nossa potência”, conta Nik.

Além disso, Radical Candor é sobre ter um ambiente seguro para feedbacks constantes, objetivos e com sinceridade, assim conseguimos alcançar todo o potencial do time.

Na Genial, a preocupação com o cuidado e bem-estar de todos é constante, e o time se desafia diretamente a praticar uma comunicação direta e positiva.

Nem sempre é fácil receber um feedback, por isso, essa ação é tratada como impessoais e como uma oportunidade para um diálogo aberto com foco em desenvolvimento.

E Nikole ainda reforça a importância de aplicar o Radical Candor no cotidiano de trabalho com a equipe:

“Através do Radical Candor, olhamos para as nossas vulnerabilidades, discutimos abertamente sobre elas e identificamos as oportunidades de evolução constante. Como resultado, impactamos cada vez mais famílias ao longo do processo”.

A autonomia e a responsabilidade são pilares de uma cultura genial. A valorização da flexibilidade demonstra a confiança na equipe, e cria-se um ambiente de trabalho mais humano, onde todas as pessoas têm oportunidades de atingirem o máximo de si e darem o máximo de si para a construção de algo extraordinário.

A cultura Genial é viva, está constantemente sendo absorvida, atualizada, e praticada. “Ao passo que vamos construindo e aprendendo com os erros e acertos, queremos compartilhar nossas vivências com o mercado”, finaliza Nik.

Continue acompanhando mais da Genial Care aqui no Blog e pelo LinkedIn.

Conheça nosso atendimento para autismo

Esse artigo foi útil para você?

Cássio usa camiseta com número em alusão ao Autismo Câmara aprova projeto que visa contratação de pessoas autistas Marcos Mion visita abrigo que acolhe pessoas autistas no RS Existem alimentos que podem prejudicar a saúde de pessoas autistas? Escala M-CHAT fica de fora da Caderneta da Criança O que são níveis de suporte no autismo? Segunda temporada de Heartbreak High já disponível na Netflix Símbolos do autismo: Veja quais são e seus significados Dia Mundial de Conscientização do Autismo: saiba a importância da data Filha de Demi Moore e Bruce Willis revela diagnóstico de autismo Lei obriga SUS a aplicar Escala M-chat para diagnóstico de autismo Brinquedos para autismo: tudo que você precisa saber! Dia internacional das mulheres: frases e histórias que inspiram Meltdown e Shutdown no autismo: entenda o que significam Veja o desabafo emocionante de Felipe Araújo sobre seu filho autista Estádio do Palmeiras, Allianz Parque, inaugura sala sensorial Peça teatral AZUL: abordagem do TEA de forma lúdica 6 personagens autistas em animações infantis Canabidiol no tratamento de autismo Genial Care recebe R$ 35 milhões para investir em saúde atípica Se o autismo não é uma doença, por que precisa de diagnóstico? Autismo e plano de saúde: 5 direitos que as operadoras devem cobrir Planos de saúde querem mudar o rol na ANS para tratamento de autismo Hipersensibilidade: fogos de artifício e autismo. O que devo saber? Intervenção precoce e TEA: conheça a história de Julie Dutra Cezar Black tem fala capacitista em “A Fazenda” Dia do Fonoaudiólogo: a importância dos profissionais para o autismo Como é o dia de uma terapeuta ocupacional na rede Genial Care? O que é rigidez cognitiva? Lei sugere substituição de sinais sonoros em escolas do Rio de janeiro 5 informações que você precisa saber sobre o CipTea Messi é autista? Veja porque essa fake news repercute até hoje 5 formas Geniais de inclusão para pessoas autistas por pessoas autistas Como usamos a CAA aqui na Genial Care? Emissão de carteira de pessoa autista em 26 postos do Poupamento 3 séries sul-coreanas sobre autismo pra você conhecer! 3 torcidas autistas que promovem inclusão nos estádios de futebol Conheça mais sobre a lei que cria “Centros de referência para autismo” 5 atividades extracurriculares para integração social de crianças no TEA Como a Genial Care realiza a orientação com os pais? 5 Sinais de AUTISMO em bebês Dia das Bruxas | 3 “sustos” que todo cuidador de uma criança com autismo já levou Jacob: adolescente autista, que potencializou a comunicação com a música! Síndrome de asperger e autismo leve são a mesma coisa? Tramontina cria produto inspirado em criança com autismo Como a fonoaudiologia ajuda crianças com seletividade alimentar? Genial Care Academy: conheça o núcleo de capacitação de terapeutas Como é ser um fonoaudiólogo em uma Healthtech Terapeuta Ocupacional no autismo: entenda a importância para o TEA Como é ser Genial: Mariana Tonetto CAA no autismo: veja os benefícios para o desenvolvimento no TEA Cordão de girassol: o que é, para que serve e quem tem direito Como conseguir laudo de autismo? Conheça a rede Genial para autismo e seja um terapeuta de excelência Educação inclusiva: debate sobre acompanhantes terapêuticos para TEA nas escolas Letícia Sabatella revela ter autismo: “foi libertador” Divulgação estudo Genial Care O que é discalculia e qual sua relação com autismo? Rasgar papel tem ligação com o autismo? Quem é Temple Grandin? | Genial Care Irmãos gêmeos tem o mesmo diagnóstico de autismo? Parece autismo, mas não é: transtornos comumente confundidos com TEA Nova lei aprova ozonioterapia em intervenções complementares Dicas de como explicar de forma simples para crianças o que é autismo 5 livros e HQs para autismo para você colocar na lista! Como é para um terapeuta trabalhar em uma healthcare? Lei n°14.626 – Atendimento Prioritário para Pessoas Autistas e Outros Grupos Como fazer um relatório descritivo? 7 mitos e verdades sobre autismo | Genial Care Masking no autismo: veja porque pessoas neurodivergentes fazem Como aproveitar momentos de lazer com sua criança autista? 3 atividades de terapia ocupacional para usar com crianças autistas Apraxia da fala (AFI): o que é e como ela afeta pessoas autistas Por que o autismo é considerado um espectro? Sala multissensorial em aeroportos de SP e RJ 18/06: dia Mundial do orgulho autista – entenda a importância da data Sinais de autismo na adolescência: entenda quais são Diagnóstico tardio da cantora SIA | Genial Care Autismo e futebol: veja como os torcedores TEA são representados MMS: entenda o que é o porquê deve ser evitada Tem um monstro na minha escola: o desserviço na inclusão escolar Autismo e esteriótipos: por que evitar associar famosos e seus filhos Diagnóstico tardio de autismo: como descobrir se você está no espectro? Autismo e TDAH: entenda o que são, suas relações e diferenças Eletroencefalograma e autismo: tudo que você precisa saber Neurodivergente: Saiba o que é e tire suas dúvidas Como ajudar crianças com TEA a treinar habilidades sociais? Prevalência do autismo: CDC divulga novos dados Show do Coldplay: momento inesquecível para um fã no espectro Nova temporada de “As Five” e a personagem Benê Brendan Fraser e seu filho Griffin Neuropediatra especializado em autismo e a primeira consulta Dia da escola: origem e importância da data comemorativa Ecolalia: definição, tipos e estratégias de intervenção Park Eun-Bin: descubra se a famosa atriz é autista Síndrome de Tourette: entenda o que aconteceu com Lewis Capaldi 10 anos da Lei Berenice Piana: veja os avanços que ela proporcionou 7 passos para fazer o relatório descritivo da criança com autismo Diagnóstico tardio de autismo: conheça a caso do cantor Vitor Fadul