Por que é importante brincar?
Tempo de leitura: 2 minutos

Esse texto teve a colaboração de Dinara Souza, Terapeuta Ocupacional, fundadora da MakingSense e colaboradora no ambulatório de Autismo da Unifesp.

É muito comum associarmos a infância com o brincar. Mas uma pergunta importante quando falamos de cuidados às crianças é: por que ela brinca? Ou por quê é tão importante brincar?

A resposta mais simples é que brincar é a base de todo desenvolvimento e aprendizado!

Isso quer dizer que quanto mais incentivamos o brincar, mais as crianças desenvolvem  suas habilidades e aprendem sobre o mundo e sobre as interações com as pessoas. Por meio de brincadeiras que, para nós adultos, podem parecer simples, as crianças aprendem a solucionar os problemas e descobrem como as coisas realmente funcionam. O mais incrível é saber que essa evolução pode ser gostosa e divertida! Afinal, toda criança gosta de brincar! As motivações e interesses para brincar podem ser diferentes em cada criança, e por isso é tão importante compreender e incentivar os interesses únicos de cada um.

Assim, cabe à família estimular e incentivar o brincar. Isso pode ser um grande desafio, principalmente para crianças diagnosticadas com TEA, que muitas vezes apresentam interesses e motivações diferentes da maioria das crianças. Mas normalmente cabe aos pais apenas plantar as sementes certas com ideias simples a partir de objetos e/ou experiências que envolvam os sentidos das crianças. Em seguida, a criança naturalmente vai despertando o seu interesse em interagir com o outro e explorar o mundo de uma forma mais funcional e, claro, aprende brincando!

Veja nesse post ideias de brincadeiras para fazer em casa

Agradeceços à colaboração do blog Days With Gray para esse artigo.

Você pode se interessar também:

Conheça a voz de Kmylla

Kmylla só recebeu o diagnóstico de autismo aos 27 anos. Agora, compartilha com outras pessoas seu modo diferente de pensar e agir, além de conscientizar sobre o tema.